Negócios vão chegar à casa dos R$ 350 milhões

O incremento no volume de negócios concretizados na Expoagas 2014 em relação à edição passada deverá acompanhar o crescimento do setor supermercadista neste ano, que permanece na casa dos 4% a 5%. Segundo estimativas da Agas, cerca de R$ 350 milhões deverão ser transacionados entre visitantes e expositores nos três dias do encontro, superando o recorde do ano passado (R$ 333,9 milhões). “Em 2013, a feira encerrou com uma venda média de R$ 981,7 mil por estande”, lembra o presidente da entidade, Antônio Cesa Longo.

Entre os 342 expositores, a maioria mais uma vez é de gaúchos: 71,3% dos estandes serão de empresas do Estado, o que garantirá à indústria local uma oportunidade de alavancar as vendas para o segundo semestre. São Paulo (11,8%) e Santa Catarina (7,3%) são, respectivamente o segundo e o terceiro estado que estarão representados em maior número na feira, que terá em 2014 a volta de expositores da Argentina. “Nossa preocupação é oportunizar à indústria gaúcha uma grande vitrine para seus produtos, já que no ano passado cerca de 9% dos negócios concretizados na Expoagas foram fechados junto a varejistas de outros países”, destaca Longo.

Neste ano, 23,5% dos expositores serão estreantes na Expoagas, enquanto 76,5% voltarão ao evento. Três segmentos são novidade entre os 342 expositores: pela primeira vez em seus 33 anos, o evento terá estandes de companhias que vendem geradores, além de escritórios de advocacia e de empresas de segurança/carro-forte.